Você está aqui:

Notícias

Projeto de adequação à LGPD chega à quarta fase no Estado de Minas Gerais

Etapa vai identificar possíveis pontos de melhoria para proteção aos dados pessoais

O Governo de Minas tem estruturado etapas para a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) no Estado, que garantirá mais segurança aos dados pessoais no serviço público mineiro. O projeto de adequação à legislação chegou à quarta fase, que busca identificar pontos de melhoria e propor medidas para proteção aos dados pessoais. Confira a nova cartilha disponível aqui.

O projeto de adequação à LGPD é um material desenvolvido pelo Grupo de Trabalho (GT) do Estado, coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), que traz orientações aos órgãos e entidades de como implementar na Administração Pública Estadual a conformidade com a nova lei de proteção de dados.

Segundo Daniel Maia, integrante do GT e servidor da Diretoria Central de Gestão de Serviços e Infraestrutura de Tecnologia de Informação e Comunicação da Seplag, na nova cartilha será possível ter uma visão detalhada de todos os processos da organização que tratam dados pessoais e identificar possíveis inconformidades e riscos no tratamento e proteção dos dados pessoais.

"Com essa nova fase, os órgãos e entidades terão orientações para construir uma nova política e diretrizes de privacidade para os sites e serviços externos, trazendo mais transparência sobre os tratamentos dos dados pessoais dos cidadãos, além de melhorar os processos para mitigar o risco de incidentes", ressaltou.

Etapas

Na primeira fase do projeto, os grupos de trabalho que conduziriam as ações foram definidos e orientados, com atribuição de funções e indicação de encarregados para o tratamento dos dados pessoais. No segundo estágio, foram estabelecidas uma metodologia de pesquisa sobre o nível de percepção dos servidores em relação ao assunto e uma proposta de cronograma para planejamento dos trabalhos e alinhamento com a alta administração. Na terceira etapa, foi possível mapear os processos de trabalho, auxiliando o levantamento dos dados pessoais, incluindo os locais onde estão armazenados e quais operações são realizadas.

LGPD em Minas

Em 2019, ainda antes da sanção da LGPD, o Governo de Minas começou a se preparar para introduzi-la no Estado. Dessa forma, foi constituído naquele ano um Grupo de Trabalho formado pela Seplag, pela Controladoria-Geral do Estado (CGE), pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), pela Advocacia-Geral do Estado (AGE) e pela Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge).

Essa parceria, conforme a Resolução Conjunta 10.064, de 2019, é responsável por propor orientações para adequação dos órgãos e entidades à LGPD, promover boas práticas, realizar intermediação entre os órgãos e a autoridade nacional, dentre outras iniciativas relativas à lei.

Notícias relacionadas

27/07/2021

Entrou em vigor, na última sexta-feira, dia 22 de julho, o Decreto Nº 48 237, que dispõe sobre a proteção de dados pessoais no âmbito do Estado de Minas Gerais.

12/11/2021

AGE esclareceu dúvidas enviadas pelo Grupo de Trabalho de Minas Gerais sobre LGPD.