Carnaval alerta para imunização contra a febre amarela

A doença pode acometer e ser letal mesmo a quem tiver tomado a vacina e tiver contato com o vírus, antes dos 10 dias necessários para a vacina agir. Por isso, deixar para receber a dose somente quando chegar ao destino da viagem é um comportamento arriscado.

Estado amplia decreto de emergência em saúde pública

No decreto publicado no dia 20/1, 94 municípios integravam a área de Situação de Emergência em Saúde Pública Regional, nesta quinta-feira (25/1), com a publicação desta ementa, mais 68 cidades foram adicionadas, totalizando 162 municípios.

Liberada verba aos municípios com casos de febre amarela

O objetivo do incentivo financeiro é fomentar, no território municipal, estratégias para intensificação vacinal, vigilância de epizootias e coleta de material biológico para apoio ao diagnóstico da febre amarela, em conformidade com as diretrizes do SUS e da SES.

SES-MG lança site sobre saúde nos períodos de chuva

O site traz vídeos e cartilhas sobre como proceder em caso de enchentes, desmoronamento e raios. Informações sobre procedimentos de limpeza e de higiene em caso de inundações para reduzir os riscos á saúde, dicas para limpar a caixa d’água, entre outros, também estão na página especial.

Decretada situação de emergência por febre amarela

A partir de agora, os municípios que integram a área de abrangência das Unidades de Saúde de Belo Horizonte, Itabira e Ponte Nova poderão adquirir insumos e materiais, bem como contratar por tempo determinado serviços estritamente necessários ao atendimento da situação emergencial sem licitação.

Cobertura vacinal contra a febre amarela quase dobra em um ano

Como resultado das ações, a cobertura vacinal no estado alcançou 81% em janeiro deste ano, índice superior ao registrado no mesmo período de 2017, que era de 47%. Por determinação do governador, a prevenção e enfrentamento da febre amarela em Minas são prioridades dos órgãos de saúde do Estado.

Cobertura vacinal contra a febre amarela quase dobra em um ano

Como resultado das ações, a cobertura vacinal no estado alcançou 81% em janeiro deste ano, índice superior ao registrado no mesmo período de 2017, que era de 47%. Por determinação do governador, a prevenção e enfrentamento da febre amarela em Minas são prioridades dos órgãos de saúde do Estado.

Não se vacinar é razão da ocorrência de febre amarela

Atualmente, a cobertura vacinal acumulada de febre amarela em Minas Gerais está em torno de 81%, contudo a meta é alcançar a cobertura de 95%. Ainda há uma estimativa de 3.615.129 não vacinados, principalmente na faixa-etária de 15 a 59 anos, que também foi a mais acometida pelo surto em 2017.

Hemominas investe em pesquisas para melhorar atendimento

A Hemominas atua no estudo das doenças do sangue e na medicina transfusional. Muitas dessas pesquisas apresentam resultados que acabam sendo aplicados na melhoria do acompanhamento e tratamento dos pacientes e dos procedimentos envolvidos na produção de hemocomponentes.

Mais de 60% dos municípios são cobertos pelo Samu Regional

Atualmente, existem seis Samus Regionais que permitem que 523 dos 853 municípios mineiros tenham acesso ao serviço. Isso equivale a 61,3% de cobertura do estado, atendendo cerca de 9,33 milhões dos 20,7 milhões habitantes do Estado, alcançando uma cobertura de 45% da população.