Você está aqui:

Notícias

Ipsemg credencia profissionais para unidades regionais

Ipsemg credencia profissionais para unidades regionais

O Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) publicou  os editais 25/2017 e 26/2017 para credenciamento de enfermeiros e médicos que deverão atuar no programa de atenção primária à saúde da família.

Os profissionais de enfermagem terão uma carga horária mínima de 40 horas semanais, enquanto os médicos terão carga horária de 20 horas semanais, distribuídos em turnos de 4 horas (manhã e tarde).

Esses novos credenciados irão atuar nas unidades regionais do instituto em Divinópolis, Juiz de Fora, Montes Claros, Muriaé, Passos e Sete Lagoas. 

Para a inscrição, os interessados deverão encaminhar os documentos relacionados no edital que está disponível no site www.ipsemg.mg.gov.br, link Editais/Credenciamento. 

Os profissionais serão remunerados conforme os valores constantes da Tabela do Ipsemg de Honorários e Serviços para a Área de Saúde para os serviços próprios, que também está disponível no mesmo site, link Saúde/Tabela de Procedimentos e Manual de Normas.
 

Notícias relacionadas

Secretaria de Estado de Saúde participa do II Fórum de Hepatites Virais
12/09/2017

Com a presença da Diretora de Vigilância Epidemiológica da SES, Janaína Almeida, e da representante da Superintendência de Assistência Farmacêutica da SES, Flávia Rabelo, farmacêuticos e profissionais de saúde de diversos municípios mineiros foram atualizados sobre os assuntos referentes à doença.

Hemominas fornece primeira bolsa de sangue raro Hy negativo do Brasil
13/09/2017

O doador foi localizado no Hemocentro Regional de Uberaba (URA) e a bolsa de sangue foi enviada no dia 6 setembro à Agência Transfusional do Hospital São Paulo, ligado à Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e destinada a uma criança portadora de anemia falciforme.

Campanha Nacional de Multivacinação vai até dia 22 de setembro
14/09/2017

Em Minas Gerais, será ofertada também a vacina contra febre amarela para as pessoas a partir de 9 meses de idade até 59 anos, que ainda não se vacinaram. O Ministério da Saúde preconiza pelo menos uma dose da vacina da febre amarela ao longo da vida.