Você está aqui:

Notícias

Governo de Minas inicia distribuição e devolução de respiradores recuperados

Equipamentos foram consertados, sem custo, por meio de parcerias, e serão utilizados no combate ao coronavírus em todo o estado

O Governo de Minas inicia nesta semana a distribuição e devolução de respiradores devidamente recuperados para unidades de Saúde de diversas regiões do estado. Os equipamentos – que estavam estragados e inutilizados em estabelecimentos hospitalares – estão sendo consertados, ampliando a quantidade de aparelhos disponíveis para o tratamento da covid-19 em Minas. A ação é mais uma das estratégias do governo mineiro para o enfrentamento da pandemia do coronavírus. Dos 428 respiradores recolhidos, 187 já passaram por manutenção. 

O governador Romeu Zema destacou mais esta estratégia desenvolvida por sua gestão para estruturar o sistema de Saúde no estado. Do total de respiradores recuperados, 75 já serão devolvidos nesta semana para diversas unidades hospitalares mineiras.

“A Polícia Militar de Minas fez um belíssimo trabalho e recolheu 428 aparelhos respiradores em todo o estado e, agora, nós temos a satisfação de devolver para as mais diversas regiões mineiras 75 unidades que foram reparadas. Quero agradecer muito as empresas que contribuíram com este reparo, a Fiat, a ArcelorMittal, o Sesi e o Senai”, afirmou o governador.

Zema ressaltou, ainda, que o empenho e o trabalho realizado pelo governo têm contribuído para que Minas continue tendo resultados expressivos no controle da pandemia. “Devido a ações como essa e muitas outras é que Minas Gerais tem sido um dos estados menos impactados pelo coronavírus e com as menores taxas de óbitos do Brasil. É Minas trabalhando para preservar a vida dos mineiros”, finalizou.

A operação de busca e reparo de ventiladores foi estabelecida pelo governador Romeu Zema e teve início no dia 3 de abril. A logística, destinada à busca e destinação para reparo dos respiradores está sendo coordenada pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), que atuou em conjunto com as secretarias de Estado de Saúde (SES) e de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). A manutenção e recuperação dos respiradores foi realizada, sem custo, graças às empresas parceiras.

De acordo com a estratégia desenvolvida pelo governo, os respiradores serão devolvidos para os seus respectivos donos, ampliando a capacidade assistencial do Estado. Além disso, alguns equipamentos poderão ser realocados em áreas estratégicas determinadas pela Secretaria de Saúde.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Giovanne Gomes da Silva, detalhou o trabalho estratégico realizado pela instituição.

“Recebemos a determinação do governador para que os policiais militares se deslocassem em todas as unidades hospitalares indicadas pela Secretaria de Saúde que tinham respiradores estragados ou que não estavam sendo utilizados. Nós, em uma operação de guerra, trouxemos todos os respiradores para a Academia da Polícia Militar e depois enviamos para os locais de manutenção. Hoje, temos a grata satisfação de anunciar que eles serão levados – na grande maioria para seus locais de origem -, e serão utilizados para salvar vidas, que é o nosso maior objetivo”, ressaltou o comandante.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, os equipamentos são de extrema importância para o tratamento de pacientes vítimas da covid-19. “Estes respiradores já vão entrar em operação imediatamente. Ou seja, já correspondem a ampliação assistencial ao estado”, disse.
 

Notícias relacionadas

28/04/2020

Programa ‘Protege Minas’ permitirá que prefeituras e hospitais filantrópicos tenham acesso aos acessórios a preço de custo

29/04/2020

Maior montante corresponde a antecipações de valores de reparação pagos pela Vale e Samarco com complementação do Tesouro Estadual