Você está aqui:

Notícias

IEF é parceiro na proteção de nascentes em Peçanha

IEF é parceiro na proteção de nascentes em Peçanha, no Território Triângulo Norte

O objetivo do projeto é alcançar melhorias em áreas de preservação permanente. Projeto também conta com o apoio da Emater-MG

 

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) está apoiando um projeto para cercamento de nascentes no município de Peçanha. A iniciativa faz parte de Termo de Cooperação Mútua realizado entre o IEF e a Celulose Nipo-Brasileira S/A (Cenibra), que contempla ações para manutenção e melhoria da qualidade ambiental das áreas de matas nativas no município. 

O projeto conta, também, com o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e da Prefeitura Municipal de Peçanha. A expectativa é a de que mais de 80 nascentes sejam protegidas. 
 
Proprietários rurais da região poderão se cadastrar no regional do IEF, na empresa Cenibra, na Emater-MG ou na Prefeitura Municipal de Peçanha para receber material para cercamento de suas nascentes, além de orientações sobre técnicas para recuperação e proteção dessas áreas.

O objetivo é que ocorra uma melhoria, sobretudo, em áreas de preservação permanente, garantindo uma contribuição direta para a manutenção da qualidade e da quantidade da água da região da bacia do rio Suaçuí Pequeno, uma das principais fontes para o abastecimento de água do município de Peçanha. 
 
“Para o Regional Rio Doce, parcerias como esta, com órgãos públicos e empresas privadas, são de suma importância. Vemos como uma união de esforços, seja com a capacidade técnica e especializada de cada envolvido, bem como a disponibilidade dos recursos técnicos e materiais em prol da recuperação ambiental de áreas sobre alta pressão antrópica”, disse o analista ambiental do ERFB Rio Doce, Régis Nascimento. 
 
O analista ressaltou, ainda, que esse tipo de trabalho favorece os ecossistemas locais e a produção e conservação da água, além de criar uma 'vitrine' para as técnicas de recuperação utilizadas, o que desperta o interesse de produtores da região para que também realizem a recomposição de suas Áreas de proteção Permanente (APPs). 

Para a execução do projeto, o IEF fornecerá: 400 rolos de arame farpado com 250 metros, para as áreas de restauração florestal; 160 kg de grampos, de acordo com a disponibilidade; 16 mil unidades de balancins; além de assistência técnica aos proprietários rurais e fiscalização do cumprimento das obrigações assumidas no Termo de Cooperação Mútua.

Notícias relacionadas

Parque Estadual do Rio Preto celebra 23 anos neste 1º de junho
02/06/2017

O Parque Estadual do Rio Preto completa 23 anos nesta quinta-feira (1/6), como um exemplo de interação entre a sociedade e a natureza. A unidade de conservação foi criada em 1994, após a movimentação da comunidade de São Gonçalo do Rio Preto, município onde está localizado.

Estado incentiva proprietários de terra a recuperar matas e nascentes
07/06/2017

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) desenvolve várias ações com o objetivo de recuperar áreas degradadas e manter o equilíbrio ambiental no território mineiro. Uma delas são os programas de fomento florestal que, entre os anos de 2006 a 2015, restauraram uma área de 84.047 hectares

Governo de Minas Gerais assina compromisso com a Bacia das Velhas
07/06/2017

O Governo do Estado de Minas Gerais, o Comitê de Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio das Velhas e prefeitos de 16 cidades que fazem parte dessa Bacia assinaram, nesta segunda-feira (5/6), Dia Mundial do Meio Ambiente, uma Carta de Compromisso com a preservação do Rio das Velhas.