Você está aqui:

Notícias

Pimentel participa do 2º Fórum de Prefeitos do Rio Doce

Durante o encontro foi anunciada criação de secretaria executiva para dar apoio aos prefeitos e acompanhar trabalhos de recuperação dos municípios atingidos pela tragédia de Mariana

 

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, participou nesta quinta-feira (19/10), em Ipatinga, no Território Vale do Aço, da 2ª reunião temática do Fórum Permanente de Prefeitos do Rio Doce. O objetivo do encontro, que contou também com a participação de secretários de Estado e representantes do Ministério Público Estadual, é dar continuidade à discussão das ações referentes aos danos socioeconômicos provocados pela tragédia ambiental em Mariana após o rompimento da barragem da Samarco.

Durante o encontro, o governador destacou ações realizadas pelo Estado e ressaltou a importância do fórum de prefeitos para debater a situação vivida em cada um dos municípios. Fernando Pimentel anunciou a criação de uma secretaria executiva, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), para acompanhar os trabalhos desenvolvidos pelo Comitê Interfederativo (CIF) e dar apoio aos prefeitos envolvidos.

O CIF, que reúne representantes dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, foi criado em resposta ao desastre de Mariana para orientar e validar os atos da Fundação Renova, instituída pela Samarco e seus acionistas para executar medidas de recuperação dos danos resultantes da tragédia.

“Estamos criando a secretaria executiva do CIF, que é uma coisa que estava fazendo falta. Precisamos de um órgão permanente dedicado a acompanhar os trabalhos da Fundação Renova, acelerar, cobrar, para não ficar uma coisa burocrática e demorada. Essa secretaria que estamos constituindo, mais o fórum de prefeitos, são fundamentais. Temos que transformar aquilo que é o maior desastre ambiental da nossa história num caso de sucesso. Vai depender da gente. Temos de acompanhar, formular projetos. Vou dizer que estou esperançoso. Com muito realismo, estamos trabalhando para enfrentar essa situação. Sobrevoei a região e vi que já tivemos avanços, a água já está transparente em alguns pontos”, afirmou o governador.

Fernando Pimentel pontuou outros problemas que precisam ser enfrentados pelos prefeitos mineiros na área ambiental, como a crise hídrica. “Nosso secretário adjunto de Meio Ambiente vai mostrar para vocês que estamos diante da maior crise hídrica da história do Estado e do Brasil. É muito grave. Estamos com chuvas abaixo da média histórica, que é de 30 anos, desde 2006, portanto, há mais de dez anos. Estou dizendo isso para reforçar mais uma vez a importância de a gente estar junto. Mais do que nunca, mecanismos como fóruns como esse são fundamentais”, completou.

Anfitrião do encontro, o prefeito de Ipatinga, Sebastião Quintão, agradeceu a presença do governador e destacou a atenção dada por Fernando Pimentel ao Rio Doce. O prefeito de Mariana, Duarte Junior, também salientou a preocupação do governador em relação às consequências da tragédia ocorrida na cidade. “A intenção do fórum é a gente se unir e colocar projetos em andamento, e sabemos que o governo está do nosso lado. É importante tomarmos decisões em conjunto”, disse Duarte Junior.

Também participaram da reunião os secretários de Estado de Governo, Odair Cunha, de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leitão, a presidente da Agência de Promoção de Investimentos e Comércio Exterior (Indi), Cristiane Serpa, o secretário-adjunto de Meio Ambiente, Germano Vieira, o procurador-geral de Justiça adjunto institucional, Rômulo Ferraz, os representantes da Fundação Renova, Marcelo Micherif Carneiro (relacionamento institucional) e Clarisse Strauss (especialista socioambiental) e prefeitos dos municípios que integram o Fórum.
 

Notícias relacionadas

23/03/2016

A iniciativa se pautará na ampla mobilização social, conscientizando a população para que se aproprie do projeto e participe ativamente do plantio, da manutenção e da fiscalização. A ação priorizará regiões com danos ambientais, nascentes de rios e seus afluentes e matas ciliares.

07/06/2016

Minas Gerais passa a conter com um Comitê Coordenador Estadual para cuidar da gestão, planejamento e execução do programa Cultivando Água Boa (CAB). A ação é uma iniciativa socioambiental pensada para agir na recuperação de microbacias, proteção de matas ciliares e da biodiversidade.

Minas Gerais avança na conservação e regeneração do meio ambiente
02/06/2017

Na véspera da Semana Mundial do Meio Ambiente, celebrada a partir da próxima segunda-feira (5/6), Minas Gerais tem motivos para comemorar e também muitos desafios pela frente. Dados do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, da Fundação SOS Mata Atlântica, apontam que o desmatamento do