Você está aqui:

Notícias

Seplag lança Diagnóstico de Serviços do Governo

Seplag lança Diagnóstico de Serviços do Governo

 

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) lançou nesta segunda-feira (17/12), por meio da Comunidade de Simplificação, o Diagnóstico de Serviços do Governo. O documento é resultado de um esforço da Superintendência Central de Inovação e Modernização Institucional para identificar os serviços prestados por órgãos e entidades, bem encontrar oportunidades de melhoria dos existentes, seguindo as diretrizes da Política de Simplificação, instituída por meio do Decreto 47.441, de 2018. O evento fez parte da programação da 1ª Semana de Inovação, a Inova Prodemge.

Na abertura do evento de lançamento, o secretário-adjunto da Seplag, César Lima, afirmou que o projeto é de suma importância para o Estado de Minas Gerais e que deve ser visto como prioridade para os próximos anos. “Apoiamos e participamos ativamente da elaboração do Diagnóstico por entender que precisamos reparar os efeitos da máquina burocrática em prol do Estado, tornando os processos mais fáceis para a população”, disse o secretário-adjunto.

Estruturado sob duas perspectivas, Análise da Instituição e Análise dos Serviços, o Diagnóstico é uma avaliação construída por 122 servidores públicos capacitados para atuarem como Agentes de Simplificação. O documento, apresentado pelas servidoras da Seplag Ana Flávia Morais e Giselle Volponi, que fizeram parte da equipe de agentes, abrange o mapeamento e a análise de 876 serviços prestados por 52 órgãos e entidades do Poder Executivo estadual. Os resultados servirão de base para a transformação dos serviços de acordo com as diretrizes da Política de Simplificação. 

Durante a apresentação do Diagnóstico, Ana Flávia Morais ressaltou que “em consonância com a Política de Simplificação e as diretrizes da Lei nº 13.460/2017, conhecida como Código de Defesa do Usuário, foram identificados pontos críticos que devem ser aprimorados”. 

Já o diretor Central de Gestão dos Canais de Atendimento Eletrônico da Seplag, Damião Rocha, apresentou a Carta de Serviços do Governo de Minas Gerais, conhecido como Portal MG. Durante a palestra, o diretor falou sobre a expansão da digitalização dos serviços à população e citou os benefícios gerados pela adoção do agendamento online nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs). Rocha apresentou ainda o recém lançado MGBot, assistente virtual que pretende agilizar o contato entre entidade e cidadão.

O evento contou também com a presença do Coordenador-Geral de Relacionamento Institucional do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Marcos Ricardo dos Santos, que compartilhou a experiência de condução do censo de serviços do Governo Federal. 

 

Roda de conversa

Ao final do evento, quatro agentes de simplificação participaram de uma roda de conversa: Luciana de Castro e Mariana Brancaglion, do Instituto Mineiro de Agropecuária; e Gabriel Medeiros e Raphael Sardinha; da Junta Comercial de Minas Gerais. Na ocasião, os agentes relataram as experiências das instituições durante a identificação e análise dos serviços e discutiram os próximos passos para a implantação da Política de Simplificação no Estado de Minas Gerais.

O Diagnóstico de Serviços do Governo de Minas Gerais foi desenvolvido em conjunto com órgãos e entidades governamentais e pode ser acessado no site da Seplag, pelo endereço http://www.planejamento.mg.gov.br/pagina/gestao-governamental/inovacao/diagnostico-de-servicos

Notícias relacionadas

Metodologia do IEGE é apresentada no TCE para grupo de estudos das contas de governos estaduais
06/12/2017

O índice tem como proposta apresentar um diagnóstico completo da gestão estadual do Brasil, alcançando os 26 estados e o Distrito Federal. Uma equipe do Governo de Minas Gerais, coordenada pela Seplag, participou da construção da metodologia do IEGE juntamente ao TCE.

Fernando Pimentel se reúne com presidente da Câmara dos Deputados para debater projeto de interesse do Estado
06/12/2017

Segundo Fernando Pimentel, o principal ponto do encontro foi o projeto de lei que autoriza o governo a fazer operações de crédito junto a bancos a partir da securitização da dívida ativa estadual. O objetivo é conseguir recursos para o pagamento do 13º salário dos servidores.

Fiscais do Ipem-MG ampliam ações para dar segurança à população nas compras de Natal
07/12/2017

No período natalino, a fiscalização se dá em duas vertentes.  A primeira delas com os pré-medidos: produtos medidos ou pesados sem a presença do consumidor, como os panetones, frutas cristalizadas, castanhas, nozes, passas, avelã, damasco, frios e as chamadas aves natalinas.