Você está aqui:

Notícias

Governador cria Comitê para definir pagamentos do Estado

Governador cria Comitê para definir pagamentos do Estado

Grupo é formado por secretários da área econômica e assessores do gabinete do governador

 

O governador Fernando Pimentel instituiu um Comitê de Acompanhamento de Fluxo Financeiro que passará a definir critérios e determinar a liberação do fluxo financeiro relativo a todas as despesas da administração pública direta e indireta do Estado. O decreto foi publicado no Diário Oficial de Minas Gerais desta terça-feira (28/11).

O comitê é formado por membros da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Secretaria de Estado de Governo (Segov) e da assessoria do gabinete do governador.  O coordenador do Comitê será escolhido entre seus membros.

O governador Fernando Pimentel acompanha de perto todas as finanças do Estado e em três anos de gestão implantou diversos mecanismos para o controle de gasto e redução dos custos, tendo em vista o orçamento com déficit de R$9 bilhões deixado pelo governo anterior.

Dentre eles está a Câmara de Orçamento e Finanças. Hoje nenhum novo gasto ou despesa pode ser feito sem autorização da Câmara. Em função do agravamento da crise, o governador decidiu imprimir mais rigor também no controle dos pagamentos. A mudança e as orientações foram anunciadas por Pimentel em reunião nesta terça-feira com todo o secretariado.

O secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, destacou a importância do Comitê no cumprimento dos compromissos financeiros do Estado. “A instituição do Comitê é um esforço adicional do Governo de Minas Gerais para definir a prioridade dentre todos os pagamentos a serem feitos. É um rigor adicional para que o governo dê conta de cumprir a prioridade absoluta que é o décimo terceiro dos servidores e de algumas despesas absolutamente essenciais, que serão decididas por este comitê, avocando para a decisão nesses próximos tempos sobre cada gasto”, explicou o secretário.

O objetivo do Comitê de Acompanhamento de Fluxo Financeiro é envolver mais áreas do governo em decisões financeiras que impactam o interesse público. É mais uma ação para aprimorar o gasto num momento de crise, tornando as decisões sobre os pagamentos mais assertivas e coerentes com o fluxo de caixa.

Um esforço adicional que o governador Fernando Pimentel está fazendo para administrar e conciliar a dívida bilionária herdada e o interesse da população e dos servidores, evitando o colapso nos serviços públicos.

As despesas essenciais que serão priorizadas são as que mantêm o funcionamento dos serviços do Estado e o atendimento à população, como a rede filantrópica do SUS, o fornecimento de alimentação aos presídios, a circulação das viaturas da polícia, o pagamento dos servidores, entre outras.

Notícias relacionadas

Governador destaca ações do Estado para a economia durante o Conexão Empresarial, em Tiradentes
12/06/2017

O governador de Minas, Fernando Pimentel, participou nesta sexta-feira (9/6) do Conexão Empresarial, em Tiradentes, quando destacou ações recentes do governo estadual para incentivar a economia mineira, além de medidas que já resultaram em melhorias na prestação de serviços como segurança e saúde.

GOVERNO DIVULGA CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DE SERVIDORES
01/08/2017

O Governo de Minas Gerais anunciou nesta segunda-feira (31/07) o novo calendário de pagamento dos salários dos servidores públicos estaduais para os próximos dois meses. As datas de pagamento em agosto são: 11, 23 e 30. Em setembro os servidores receberão nos dias 13, 21 e 27.

Fórum reúne gestores estaduais de Relações Internacionais pela primeira vez em Minas Gerais
31/08/2017

Realizado em dois dias (29 e 30/8), o Fórum RI 27 ocorreu no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. No primeiro momento, a principal atividade foi o lavramento do regimento interno do Fórum, momento considerado histórico pelo presidente e demais participantes.