Você está aqui:

Notícias

Servas e parceiros lançam Rede de Voluntariado de Minas Gerais

07/12/2016

Servas e parceiros lançam Rede de Voluntariado de Minas Gerais

Projeto é conduzido em parceria com ONU, Ministério Público, Tribunal de Justiça e Governo de Minas Gerais

 

O Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) deu mais um grande passo em defesa da cidadania. Em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), Ministério Público Estadual, Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e Governo do Estado, foi criada a Rede de Voluntariado de Minas Gerais.

Lançada em sintonia com o Dia Internacional do Voluntariado, celebrado em 5 de dezembro, a Rede tem por objetivo articular esforços para viabilizar a elaboração e a concretização de projetos voltados ao bem comum. Para tanto, considera, principalmente, a integração de instituições do terceiro setor com educadores, estudantes, profissionais liberais, ativistas e quem mais estiver interessado e disposto a trabalhar voluntariamente para transformar positivamente comunidades e a sociedade em geral.

Na solenidade, na segunda-feira (5/12), o diretor de Investimento Social do Servas, Rodrigo Fernandes, explicou que o projeto é importante e necessário por fazer a ligação entre quem precisa de voluntário e quem quer trabalhar como um. "Muitas instituições têm dificuldades para conseguir pessoas que dedicam seu tempo a favor de uma boa causa e muitos que têm essa boa vontade não sabem por onde começar. Portanto, o apoio em rede para o engajamento em programas de desenvolvimento social será de grande valia, principalmente, para fortalecer o trabalho de instituições do terceiro setor que precisam da nossa ajuda e do apoio de voluntários para promover ainda mais cidadania entre os mineiros e mineiras", disse.

Os secretários de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Helvécio Magalhães, e de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac), Nilmário Miranda, foram os representantes do Estado e reafirmaram o compromisso da atual gestão com o fortalecimento do voluntariado e da participação social. "Vamos aproveitar a capilaridade do governo, que está presente em todos os municípios, e fortalecer essa rede em Minas Gerais", disse Helvécio Magalhães.

Para Nilmário Miranda, a criação da rede é um avanço para a defesa e a proteção dos direitos humanos e para a promoção do trabalho realizado por instituições socioassistenciais. "A solidariedade, o trabalho em conjunto e a criação desta rede são uma alavanca para que cada vez mais pessoas ajudem e sejam ajudadas. Temos o compromisso de mobilizar e garantir seu bom funcionamento", concluiu.

O 1º vice-presidente do TJMG, desembargador Geraldo Augusto, também falou sobre a importância do trabalho social e da inauguração desta rede, que vai reunir aqueles de boa vontade que trabalham por quem precisam de ajuda. "Essas são iniciativas que apoiamos. Em nossa história, sempre que a nação precisou, o conjunto de cidadãos não se furtou em ir ao seu auxílio. Esse é o brio e a honra do povo brasileiro, do povo mineiro. A Rede de Voluntariado de Minas Gerais é um projeto "de paz e pela paz", ressaltou.

Para oficializar a estreia do projeto, aconteceu o ato de assinatura do Termo de Posse do Comitê Gestor da Rede de Voluntariado de Minas Gerais, do qual participaram representantes de todos os parceiros. Também foram homenageados, com a entrega de certificados, Betânia Lemos e o promotor de justiça Paulo César de Oliveira Lima, co-fundadores do programa Rua do Respeito. Ambos também trabalharam voluntariamente na construção da Rede de Voluntariado de Minas.

A solenidade de lançamento foi realizada no auditório da Corregedoria Geral da Justiça e contou com a presença voluntários que trabalham para o Governo do Estado, para o Tribunal de Justiça e para o programa Rua do Respeito durante o ano de 2016. Na oportunidade, sete deles receberam um certificado de reconhecimento pelas atividades desenvolvidas.

Notícias relacionadas

Foto: Divulgação/Seplag
07/11/2018

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão, cria ponte entre instituições e voluntários ao promover a Política Estadual de Fomento ao Voluntariado Transformador (PFVT). Evento convidou servidores públicos estaduais a aderirem ao projeto.