Você está aqui:

Notícias

Servidores aprovam viagens-teste das novas linhas do MOVE

Experimentação do novo sistema reuniu cerca de 60 pessoas que puderam conhecer as novas rotas do sistema de transporte que atenderá a Cidade Administrativa a partir de novembro

A Secretaria de Planejamento e Gestão, em conjunto com a BHTrans, promoveu, na última sexta-feira (28/11), duas viagens-teste com servidores nas novas linhas que atenderão a Cidade Administrativa a partir do dia 09/11. As linhas 6030, com destino à Savassi, e 6031, em direção ao Centro, partiram por volta das 10h20 do ponto do prédio Gerais levando cerca de 60 servidores nos dois coletivos e retornaram no final da manhã. 

Em cada um deles, técnicos da BHTrans orientavam e davam explicações sobre a rota e as paradas nas estações. Também participaram das viagens a subsecretária de Operação e Gestão de Projetos da Cidade Administrativa, Grasielle Espósito, e o superintendente de Operação e Logística, Wellington Pereira Leal, e a superintendente de Humanização, Vanessa Lima.

Servidora da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Mary Helen Teixeira, que foi na viagem da linha 6031, disse que costuma vir pela linha executiva SE 01 e volta de carona para casa. "O MOVE vai melhorar muito o meu deslocamento. "Decidi fazer a viagem para conhecer melhor o caminho, saber onde serão as paradas e, principalmente, calcular o tempo de viagem para poder me planejar quando as linhas de fato entrarem em operação", afirmou.

 
Tempo pela metade

Já o servidor da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Paulo Fernandes dos Santos, residente no bairro Tupi, que embarcou na linha 6030, aprovou o trajeto que, segundo ele, pode reduzir pela metade o percurso que ele faz diariamente: 50 minutos na ida e 1h20 na volta. "No lugar de duas baldeações vou fazer apenas uma e evitar a conexão na estação Vilarinho, que leva muito tempo", informou. 

Mas, segundo ele, para melhorar ainda mais o ideal é que a BHTrans crie mais pontos de ônibus após a estação São Gabriel, o que atenderia não apenas ele, mas também a outros servidores, evitando o deslocamento até a São Gabriel.

A agilidade no deslocamento também foi destacada pela servidora da Secretaria de Estado de Educação (SEE), Érica Cristina Silva Barbosa. Estudante da UFMG, ela disse que vai conseguir chegar mais rapidamente tanto à universidade – onde há uma estação do MOVE, na avenida Antônio Carlos – quanto à Cidade Administrativa. Mas, faz um alerta: "É preciso pensar em todos e fazer os ajustes necessários à medida que forem aparecendo os problemas".

Já subsecretária Grasielle Espósito destacou que a implantação do MOVE na Cidade Administrativa tem como único objetivo melhorar o acesso ao trabalho. "Só vamos mudar se for para melhorar para o servidor, mas de forma transparente e aberta ao diálogo, como é característico desse governo", enfatizou.

Segundo Grasielle, durante as viagens-teste foi constatada a necessidade de alguns ajustes: atendimento ao bairro Floresta; aumento de paradas nos corredores das avenidas Antônio Carlos, Cristiano Machado e Pedro I; e ajuste no quadro de horário. Essas sugestões serão levadas ainda nesta segunda-feira (31) para os técnicos da BHTrans.

Notícias relacionadas

Servidores que atuam na gestão documental dos órgãos e entidades estaduais receberam treinamento nesta quinta-feira (27/6), na Cidade Administrativa.

Na última sexta-feira (30/08), aconteceu a 1ª etapa do Cidade Ativa – Circuito de corrida e caminhada, no entorno da Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais (CA). Participaram 278 servidores e 122 não servidores que percorreram cinco quilômetros de corrida ou caminhada.

Nem toda a população sabe, mas a Cidade Administrativa (CA), sede do Governo de Minas, tem o funcionamento semelhante ao de um município.