Você está aqui:

Notícias

Seminário discute o respeito à diversidade religiosa

08/11/2017

Seminário realizado em Belo Horizonte discute o respeito à diversidade religiosa

Evento contou, entre outros, com a participação de educadores e de representantes de comunidades religiosas

 

Nesta terça-feira (7/11), professores de escolas públicas e privadas de Minas Gerais, servidores públicos, agentes sociais que atuam com direitos humanos, além de lideranças e comunidades religiosas tiveram a oportunidade de compartilhar saberes sobre a temática do respeito à diversidade religiosa nos referidos campos de atuação.

Foi realizado, em Belo Horizonte, o “II Seminário Estadual de Respeito à Diversidade Religiosa”. Promovido pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac), por meio do Comitê Estadual de Diversidade Religiosa (CDR), e a Secretaria de Estado de Educação (SEE), o evento teve como tema “Laicidade e Diversidade”.

Segundo o secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Nilmário Miranda, o seminário é resultado da atuação do comitê. “Estamos aqui para refletir, fortalecer e solidificar o propósito deste comitê que é a expressão de uma proposta de Minas de pleno respeito à diversidade religiosa. A gente sabe da importância desse comitê que está trabalhando diligentemente e que busca sempre um diálogo inter-religioso”, afirmou o secretário.

A secretária de Estado de Educação, Macaé Evaristo, ressaltou que a temática debatida está muito presente no ambiente escolar. “Esse tema do respeito à diversidade religiosa dialoga fortemente com a nossa agenda educacional. Não é possível pensar em uma educação democrática e comprometida com o acesso e a permanência de todos no ambiente escolar, numa educação que zele pela convivência democrática e respeitosa em um cenário de desrespeito ou de racismo religioso”, apontou.

Macaé Evaristo também pontuou a importância dos educadores participarem do debate, já que o ambiente escolar é plural. “É fato que no ambiente escolar nós convivemos com crianças, jovens e adultos que professam diferentes religiões e se o sagrado é importante na nossa formação humana e integral é preciso que no ambiente escolar a gente aprenda a respeitar os diferentes apreços pelo sagrado”.

Foi para conhecer mais das diferentes tradições religiosas e buscar novas ferramentas para trabalhar com seus alunos que a professora de Ensino Religioso, Maria José Ataíde, participou do seminário. “Estou aqui pelo aprendizado e pelo conhecimento. Quanto mais adquirimos conhecimento, melhor conseguimos transmitir para os nossos alunos. É um tema muito diversificado, por isso busco sempre participar de palestras e de encontros de formação”, destaca a professora da Escola Estadual Dom Bosco, em Contagem.

Também professora de Ensino Religioso, Amanda Fernandes atua na Escola Estadual Odilon Behrens, em Belo Horizonte. A educadora revela a forma como trabalha a temática com seus alunos e destaca a importância de respeitar as diferentes tradições religiosas. “Os alunos questionam muito. Quando eu ensino uma tradição religiosa, por exemplo, eu busco origem, quem fundou. Não o ensinamento da tradição religiosa, porque tem que respeitar os que acreditam e os que não acreditam. Na minha sala é diversa”.

 

Comitê de Respeito à Diversidade Religiosa - CDR-MG

Criado em janeiro de 2016, o Comitê é uma instância de participação social que busca promover o reconhecimento e respeito à diversidade de religião ou a opção por nenhuma expressão de fé, bem como o enfrentamento à intolerância e a defesa do direito ao livre exercício das diversas práticas religiosas no estado. Sua composição contempla a diversidade de crenças, convicções, religiões, culturas e regiões do estado, gênero, etnia, orientação sexual e social, de forma a garantir a intersetorialidade e universalidade de seu alcance.

Notícias relacionadas

Treinamento em Direitos Humanos capacitará 600 profissionais com atuação no 190, 193 e 197

A primeira capacitação em Direitos Humanos para 40 profissionais do Centro Integrado de Atendimento e Despacho – local que reúne os números de emergência das polícias e bombeiros e é coordenado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública - está em andamento e vai até a próxima sexta-feira (23/6)

  Mutirão Direito a Ter Pai” acontece no dia 27 de outubro em BH e outras 38 comarcas

A ação tem como objetivo a garantia do direito ao nome do pai no registro de nascimento de crianças, adolescentes e adultos. Além do reconhecimento da paternidade, o mutirão possibilitará, ainda, o reconhecimento da maternidade. A iniciativa é uma realização da Defensoria Pública do Estado.

Minas Gerais faz da educação instrumento contra o racismo

No Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado neste 20 de novembro, Minas Gerais contabiliza diversos avanços na temática de igualdade racial, e ainda desafios pela frente. No início da gestão, Pimentel lançou a Campanha AfroConsciência, que instituiu política de ensino voltada à igualdade racial.