Você está aqui:

Notícias

Ações do Governo incentivam produção sustentável

Ações do Governo do Estado em pequenas propriedades incentivam produção sustentável

Projeto internacional investe em trabalhos desenvolvidos com assistência da Emater-MG junto a produtores de dez municípios mineiros

 

A união da tecnologia com sustentabilidade. Este é o caminho que especialistas em todo o mundo indicam para o futuro da produção de alimentos. Como esse movimento se dá em Minas Gerais é tema de uma série de quatro reportagens produzidas pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG).

Estima-se que o crescimento demográfico mundial elevará a população para 10 bilhões de habitantes em 2050. Os números são um alerta para que importantes países na produção agrícola estejam mais bem estruturados e preparados para atender às crescentes demandas interna e externa.

Ao mesmo tempo, é no campo que estão as maiores bolsões de pobreza. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), no meio rural vivem 70% da população de baixa renda do planeta.

Os números da entidade revelam ainda que o número de pessoas que passam fome no mundo está em torno de 800 milhões.

Ao analisar a situação de Minas Gerais, o retrato é de êxodo rural acentuado nas últimas décadas. Até os anos 1950, cerca de 64% da população do estado viviam no campo. Hoje, aproximadamente 85% da população mineira vivem no perímetro urbano.

Cada vez menor, a população rural precisa estar mais preparada para atender às necessidades de uma população urbana mais expandida, sem
negligenciar a questão ambiental.

 

Exemplo das pequenas propriedades

As ações para uma produção de alimento de qualidade e sustentável vem, muitas vezes, de pequenas ações, em pequenas propriedades. Um exemplo vem das fazendas incluídas no projeto Rural Sustentável, que tem o objetivo de incentivar práticas de uso da terra e manejo florestal pelos produtores nos biomas da Amazônia e da Mata Atlântica.

O projeto busca promover o desenvolvimento sustentável, reduzir a pobreza, incentivar a conservação da biodiversidade e a proteção do clima. Os recursos do Rural Sustentável são doados pelo governo do Reino Unido, para execução pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e tem como beneficiário o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O Projeto Rural Sustentável abrange quatro estados do bioma Mata Atlântica (Minas Gerais, Bahia, Paraná e Rio Grande do Sul) e três do bioma Amazônia (Rondônia, Pará e Mato Grosso). Em cada estado, foram selecionados 10 municípios para o desenvolvimento das ações.

Em Minas Gerais, foram selecionados os municípios são Setubinha, Malacacheta, Franciscópolis, Poté, Araçuaí, Padre Paraíso, Teófilo Otoni, Itambacuri, Novo Oriente de Minas e Capelinha.

A Emater-MG participa como responsável técnica de 22 projetos aprovados pelo Rural Sustentável. Todos eles com tecnologia aplicada em áreas de no máximo quatro hectares. As propriedades que foram selecionadas recebem recursos como forma de reconhecimento e incentivo à adoção das ações.

No total, o repasse feito pelo BID aos produtores atendidos pela Emater-MG para manutenção e ampliação das práticas sustentáveis será de R$ 420 mil.

As tecnologias apoiadas pelo projeto são as de manejo sustentável de florestas nativas, plantio de florestas comerciais, recuperação de áreas degradadas com florestas e pastagens, além de sistemas de integração lavoura-pecuária- floresta.

Entre as metas do projeto Rural Sustentável estão a implantação de 350 unidades demonstrativas no país e o apoio a 3.710 produtores rurais e 371 técnicos.

Os produtores serão capacitados por intermédio de palestras, workshops, oficinas, dias de campo nas unidades demonstrativas apoiadas pelo projeto. Os agentes de assistência técnica terão treinamento em tecnologias de baixo carbono.

Outro objetivo do projeto é apoiar os produtores na obtenção de crédito rural destinado a investimentos em tecnologias agrossilvipastoris de baixa emissão de carbono e conservadoras do meio ambiente.

Nesta série especial de reportagens, serão abordadas ações implementadas por agricultores familiares que investem na produção sustentável. Nas próximas semanas você confere aqui exemplos dessas experiências que viraram referência nos municípios mineiros.
 

Notícias relacionadas

IMA habilita engenheiros agrônomos aptos a contribuir com a prevenção e controle de pragas nas lavouras
27/06/2017

Entre os temas tratados estão o monitoramento, levantamento e mapeamento da praga em condições de campo, identificação, coleta, acondicionamento e transporte da amostra para análise. Cerca de 70 engenheiros agrônomos de Minas Gerais e de todo o país participam do treinamento.

 Parceria busca aprimorar tecnologias de apoio à qualidade na produção de alimentos
01/09/2017

O IMA e o Centro de Inovação e Tecnologia identificaram, inicialmente, cinco áreas onde essa parceria poderá começar a ser colocada em prática, todas relacionadas ao aumento de conformidade da agroindústria mineira à legislação em vigor.

Governo de Minas Gerais reforça apoio ao crescimento da agroecologia
13/09/2017

Essa prática, que não utiliza insumos químicos na produção de alimentos, cresce em Minas Gerais impulsionada pelo apoio governamental. Além da atuação da Epamig e da Emater-MG, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) é o órgão responsável pela certificação dos produtos agroecológicos.