Você está aqui:

Notícias

Governo apresenta projeto de reativação de unidade prisional

Governo apresenta projeto de reforma e ampliação para reativação de unidade prisional em Carandaí

Por meio da Secretaria de Administração Prisional, o Estado pretende, com o projeto, realizar intervenções e melhorias na estrutura da unidade

 

Representando o Governo de Minas Gerais,  o secretário de Estado de Administração Prisional, Francisco Kupidlowski, esteve em Carandaí, no Território Vertentes, para apresentar uma proposta de reforma e ampliação da antiga cadeia pública do município, que foi desativada em 31 de março de 2017, após a Seap assumir a custódia dos presos.

O projeto para a reativação da unidade prevê a ampliação da estrutura, resultando na geração de novas vagas. Ainda fazem parte da proposta a construção de uma guarita, uma portaria com sala de revista, parlatório, troca da tela e cobertura parcial do pátio de banho de sol, além da reforma do setor administrativo, que contará com salas para atendimento jurídico e psicossocial, dentre outros.

Na oportunidade, o secretário ressaltou que a proposta da reforma e ampliação da edificação é necessária para garantir que as atividades de segurança e atendimento ao preso possam ser efetivamente realizadas conforme as diretrizes de atuação da Seap.

O prefeito de Carandaí, Washington Teixeira, agradeceu a visita dos representantes do Estado e destacou que a reativação da unidade prisional irá facilitar a vida dos familiares de presos da cidade. Atualmente, as famílias precisam se deslocar até Juiz de Fora para visitar seus parentes.

Na visita, realizada na terça-feira (10/10), o secretário da Seap, Francisco Kupidlowski, esteve acompanhado pelo chefe de gabinete, major Edmar de Assis, pelo subsecretário de Segurança Prisional, Washington Clark, e pela arquiteta, Silvana Libánio. Após a reunião, o secretário e sua equipe visitaram o prédio da antiga cadeia pública de Carandaí.

Também participaram do encontro os prefeitos de Capela Nova (Adelmo Moreira) e Caranaíba (Marcos Bellavinha), o promotor de Justiça da comarca de Carandaí, Rodrigo Protássio, o juiz coronel do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais, Sócrates dos Anjos, o engenheiro civil da prefeitura de Carandaí, Carlos Alberto Resende, e o gerente de Convênio da prefeitura de Carandaí, José Maurício do Nascimento.

Notícias relacionadas

18/05/2017

Dos US$ 976 milhões, Minas já recebeu US$ 195,5 milhões. Outros US$ 150 milhões estão em processo de solicitação e devem ser internalizados em janeiro próximo. A parcela para liberação no ano que vem é de R$ 390 milhões, enquanto que, em 2010, deverão ser liberados US$ 222 milhões.

Minas Gerais lança a campanha “Vamos juntos dar um basta ao trabalho infantil”
12/06/2017

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho  e Desenvolvimento Social, lançou nesta segunda-feira (12/6), a campanha “Vamos juntos dar um basta no trabalho infantil”. A estratégia, apresentada na data em que se celebra o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil.

Projeto leva conhecimento agroecológico a jovens de centro socioeducativo do Estado
13/06/2017

O mundo dos menores abrigados em instituições socioeducativas -- após a prática de atos infracionais -- pode ser menos sofrido, mais produtivo e capaz de ajudar na ressocialização. A privação de liberdade como medida socioeducativa está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).