Você está aqui:

Notícias

Filarmônica amplia a experiência a pessoas com deficiência

Filarmônica de Minas Gerais amplia a experiência sensorial a pessoas com deficiência visual e auditiva

Equipe inseriu autodescrição e legendas em seus vídeos disponibilizados na rede. O resultado já pode ser conferido no canal da Filarmônica no YouTube, com a identificação #ParaCegoVer

 

A música é universal e não precisa de tradutor, mas, a partir deste ano, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais vem convertendo imagens em palavras a fim de fazer com que seus conteúdos tenham os sentidos ampliados para pessoas com deficiência visual e auditiva. Os vídeos com informações sobre obras e compositores já desenvolvidos para o canal da Orquestra no YouTube passaram a contar com audiodescrição e legendas (Closed Captions).

O projeto é desenvolvido pelo Instituto Cultural Filarmônica (ICF) em parceria com o SVOA, grupo que atua nas áreas de audiodescrição e políticas de acessibilidade para pessoas com deficiência visual.Filarmônica de Minas Gerais amplia a experiência sensorial a pessoas com deficiência visual e auditiva

“Os novos recursos foram introduzidos de forma cuidadosa, para que tudo fique harmônico e faça sentido. Para as pessoas com deficiência visual, a audiodescrição permite associar o aspecto sonoro da Música à sua materialidade: as formas e materiais de cada instrumento, as maneiras de tocá-los, a composição da orquestra no palco. Para as pessoas com deficiência auditiva, as legendas permitem associar o aspecto visual da Música a referências e percepções físicas e emocionais por ela provocadas”, explica a roteirista do SVOA, Anita Rezende.

Os vídeos realizados pela Filarmônica em 2017 contarão com esses recursos e serão disponibilizados à medida que forem produzidos.

“Há todo um processo de aprendizagem por parte da equipe de Comunicação do ICF no sentido de olharmos para os conteúdos da Orquestra a partir de outra perspectiva. E esse aprendizado significa o desenvolvimento de nossa sensibilidade para ver com os ouvidos e escutar com o olhar. Mais que um efeito de escrita, isso representa o reconhecimento de uma deficiência nossa no diálogo com um número cada vez mais expressivo de pessoas que vêm assistir aos concertos da Filarmônica”, analisa a diretora de Comunicação da orquestra, Jacqueline Guimarães.

O resultado já pode ser conferido no canal da Filarmônica no YouTube. A playlist Audiodescrição #ParaCegoVer (http://fil.mg/audiodescricao) conta, até o momento, com seis vídeos e será atualizada constantemente até o fim do ano. Os mesmos vídeos podem ser assistidos com a legendagem descritiva na playlist original (http://fil.mg/legendas). Nesse caso, é só ativar a Closed Caption nas configurações do vídeo.

 

 

 

Notícias relacionadas

Talentos de Minas descobrem novos caminhos com a música no 'Territórios de Invenção'
02/06/2017

Como a música inventa territórios? Lançando sons e palavras no espaço público para uma educação musical e criação artística em territórios de Minas Gerais. Esses são os pilares do projeto “Territórios de Invenção – Residências Musicais”, viabilizado pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC)

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/KB-GVV68U5s?rel=0" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
02/06/2017

Na próxima quarta-feira (7/6), o documentário “Nunca me sonharam”, que estreia nos cinemas de São Paulo e Rio de Janeiro, será disponibilizado gratuitamente na plataforma Videocamp. Apresentando um panorama do ensino médio nas escolas públicas do Brasil, o filme poderá ser assistido, até 7 de junho

O aprendizado dentro de sala de aula é muito importante, mas aliar conhecimento à experiência de aprender com o artista que você admira pode proporcionar um importante crescimento e amadurecimento na trajetória de jovens estudantes de música.
12/06/2017

O aprendizado dentro de sala de aula é muito importante, mas aliar conhecimento à experiência de aprender com o artista que você admira pode proporcionar um importante crescimento e amadurecimento na trajetória de jovens estudantes de música.