Você está aqui:

Notícias

Secretaria de Cultura lança Fundo Estadual de Cultura 2017

Secretaria de Estado de Cultura lança Fundo Estadual de Cultura 2017

Edital deste ano disponibiliza R$ 9,5 milhões em recursos para democratizar o acesso à produção e fomentar a cultura em Minas Gerais; inscrições passam a ser totalmente online

 

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) lançou nessa terça-feira (31/10) Fundo Estadual de Cultura (FEC), contribuindo para a democratização da produção cultural do estado e para o fomento às mais diversas manifestações artísticas presentes em Minas Gerais.

O edital deste ano, com inscrições abertas de 7 de novembro a 7 de dezembro, disponibiliza R$ 9,5 milhões para projetos culturais que tradicionalmente encontram dificuldade em captar recursos no mercado. O repasse de recursos do FEC, ao contrário da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, é direto, sem necessidade de captação junto a empresas, e contempla, de uma forma geral, manifestações da cultura popular, pequenas entidades, grupos e coletivos, tendo uma visão mais voltado ao interior do estado.

Para o superintendente de Fomento e Incentivo à Cultura, Felipe Amado, o FEC vem sendo estruturado e aprimorado a partir dos anseios da população, como forma de promover um edital que esteja diretamente ligado às demandas da sociedade.

“Nosso objetivo é transferir recursos do Fundo Estadual de Cultura aos 17 territórios de desenvolvimento de Minas Gerais, além de manter o aporte de recursos a projetos de culturas populares e tradicionais, e também aos pontos de cultura”, pontua Felipe.

O edital de 2017 foi subdividido em duas frentes para aprimorar a distribuição de recursos e dar ainda mais transparência ao processo. Uma das frentes destina-se a Organizações da Sociedade Civil e possui valor total de R$ 7 milhões.

Este edital está dividido em três categorias:

1) Projetos que promovam as culturas populares e tradicionais, no valor máximo de até R$ 25 mil, totalizando R$ 2 milhões

2) Projetos de Cultura em Geral: realizados pelas organizações da sociedade civil, com valor máximo de até R$ 100 mil, somando R$ 3,5 milhões

3) Pontos de Cultura: com valor máximo de até R$ 50 mil, somando R$ 1,5 milhões.

A segunda frente é destinada para instituições de Direito Público Municipal e irá contemplar as mais diversas atividades artístico-culturais em projetos de até R$ 100 mil. Cada prefeitura ou instituição pública (Pessoas Jurídicas de direito público) de natureza cultural vinculada à prefeitura poderá apresentar somente uma proposta. O valor total deste edital é de R$ 2,5 milhões.

 

Inscrições e novidades

O período para submeter o projeto no edital do Fundo Estadual de Cultura vai do dia 07/11/2017 a 07/12/2017. Este ano todo o processo de inscrição e apresentação de projetos será realizado de forma online por meio da Plataforma Digital Fomento e Incentivo à Cultura.

A novidade tem por objetivo democratizar o acesso ao edital, permitindo que um maior número de pessoas participe do processo seletivo. A plataforma será disponibilizada no site www.cultura.mg.gov.br a partir do dia 7 de novembro.

Criado em 2006, o FEC chega a sua décima edição. Com a edição 2017, o Fundo chega ultrapassa a marca dos R$ 76,5 milhões, com atendimento a mais de 1600 projetos culturais. Neste ano, o aporte será de R$ 9,5 milhões, que irá incentivar aproximadamente 250 propostas.

Secretaria de Estado de Cultura lança Fundo Estadual de Cultura 2017

Notícias relacionadas

Editora Uemg está com edital aberto para publicação de livros
09/04/2018

O edital de 2018 já foi publicado e abre prazo para submissão de novas propostas até o dia 15 de abril; É direcionado, exclusivamente, a docentes ativos da universidade e a alunos que concluíram um dos mestrados da instituição há até dois anos. Iniciativas como esta já resultaram em 18 títulos.

Circuito Liberdade recebe a 3ª edição do Canjerê – festival de cultura quilombola de Minas Gerais
07/05/2018

Mais de 600 quilombolas de diversas comunidades do estado se reúnem na capital mineira com o objetivo de dar visibilidade à cultura tradicional e chamar a atenção para a luta dos quilombolas pelo direito à terra e à vida digna.

Galeria de Arte BDMG Cultural abre edital de ocupação pública
23/05/2018

Serão selecionados seis projetos de ocupação da galeria de arte. A escolha das propostas será realizada por um comissão julgadora independente, formada por profissionais de artes visuais. Uma das novidades desta edição é o novo valor do reembolso, que passa a ser de R$5 mil.