Você está aqui:

Notícias

Evento on-line promovido pelo LAB.mg debate ciências comportamentais e desafios para o setor público

Webinar foi realizado em parceria com a LANP, da Universidade Federal de Viçosa

Coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e pela Fundação João Pinheiro (FJP), o Laboratório de Inovação do Governo de Minas – LAB.mg – realizou, nesta quarta-feira (27/1), o webinar “Insights comportamentais no Setor Público: potencialidades e boas práticas”. Mais de 200 pessoas assistiram o evento simultaneamente, realizado em parceria com a Liga Acadêmica Newton Paulo Bueno de Economia e Comportamento (LANP), da Universidade Federal de Viçosa (UFV). O webinar foi transmitido no canal da FJP no YouTube e pode ser acessado aqui.

Isabela Tolentino, cofundadora do LAB.mg, participou da abertura apresentando dois eixos de atuação do laboratório, sendo um voltado para trabalhar os desafios de governo e outro para a disseminação da cultura de inovação. "Em 2021, começamos o ano com as temáticas dos ensaios comportamentais. A expectativa é disseminar o tema e aplica-lo na melhoria dos serviços em Minas Gerais", garantiu a gestora.

Membro da LANP, Gabriel Caetano, destacou a oportunidade de participação da liga acadêmica no debate sobre ciências comportamentais juntamente ao Governo de Minas. “Mostra que a liga está batendo asas e se aventurando com muita seriedade em ambientes que não se limitam somente à universidade", descreveu Gabriel.  

Reflexão

O evento contou com duas palestras. A doutora em psicologia social pela PUC-SP, consultora, palestrante e professora do Vértice Psi - Instituto de Psicologia Econômica e Ciências Comportamentais, Vera Rita Ferreira, apresentou a interface entre psicologia e economia, destacando os desafios da educação financeira, as armadilhas psicológicas e as dificuldades encontradas na identificação de riscos. "Não tem manual para viver nesse mundo. Estamos vivendo instabilidades, oscilações, rupturas, inovações”, disse.

A especialista apresentou também um conjunto de teorias que compõem o que ela denomina "quinteto fantástico" – psicologia econômica, políticas públicas, arquitetura de escolha, proteção do consumidor e regulação. "Se incluirmos esses conhecimentos em todos os setores, teremos mais chances de sucesso e de redução de desperdício de recursos para desenhar políticas e normas para o ser humano real, e não para o ideal, que não existe", ponderou.

Desafios

Em seguida, Antônio Claret, especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, abordou a aplicação de insights comportamentais e os desafios na interface com as políticas públicas. O especialista é mestre em psicologia social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), doutor em saúde pública pela ENSP/Fiocruz e membro da Coordenação-Geral de Pós-Graduação da Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

"O ideal é ampliar a caixa de ferramentas na gestão. Geralmente, há o incentivo clássico, as normas e a informação, que são instrumentos tradicionais. Embora sejam poderosos e necessários, muitas vezes geram efeitos menos relevantes do que aqueles que poderiam ser alcançados com insights comportamentais", descreveu.

LAB.mg

Lançado em outubro de 2020, o Laboratório de Inovação tem como objetivo realizar projetos inovadores que contribuem para a resolução de desafios públicos e disseminar a cultura de inovação no governo estadual. Responsável também pela simplificação de processos de trabalho e entregas de qualidade, o LAB.mg tem como, também, a experiência do usuário.

Desde o seu lançamento, de acordo com a Subsecretaria de Gestão Estratégica (Suges), mais de 12 projetos, relacionados à transformação de serviços e cocriação de soluções para desafios públicos, foram concluídos. Entre as ações estão os testes de usabilidade no MG App, como nos serviços de “BO Digital” e “Disponibilidade de Medicamentos” e redesenho de serviços oferecidos pelo IMA, visando a digitalização dos mesmos.